Os brinquedos clássicos estão de volta

0
237

Quem nunca brincou com os famosos carrinhos da hot wheels em parques e salas de aula? Além desses carrinhos e suas pistas alucinantes, bonecos dos comandos em ação também faziam muito sucesso até meados dos anos 20. Tudo isso mudou com a chegada da internet que mudou a forma como as crianças brincam.

Com a popularização de vídeo games, os brinquedos clássicos foram sendo deixados de lados e os jovens foram gastar suas horas livres em frente às telas, de televisão e computador. Essa febre durou muito tempo e até hoje é muito presente nas grandes cidades do país. Isso porque, as crianças urbanas se acostumaram a ficar em casa.

Porém, isso tem mudado nos últimos anos. Cansadas da mesma rotina cansativa de passar horas a fio na frente dos computadores e celulares, as crianças da nova geração buscam por novos brinquedos e têm encontrado nos clássicos bonecos, carrinhos e jogos de tabuleiro uma maneira de se reconectar com o passado.

Conexão pai e filho

Muitos pais de primeira viagem sofrem com a falta de tempo acarretada pela vida cansativa das grandes cidades. Quando chegam em casa, estão com pouco tempo para brincar e preferem descansar a cabeça do que ficar na frente da televisão com os filhos. Os filhos têm percebido essa necessidade dos pais e estão propondo novas formas de brincar.

Algumas crianças pedem por jogos de tabuleiros lançados na época em que seus pais eram crianças. Com isso, elas incentivam os pais a brincar e ensinar elas a jogarem o jogo. Esses jogos, como o jogo da vida, é uma maneira de se divertir e criar uma conexão maior entre pai e filho. Além disso, meninas também estão buscando brinquedos que suas mães brincaram quando eram mais jovens. Pelo jeito, é um caminho sem volta.

O velho virou novidade

Por conta do tempo em que passaram fora dos holofotes, esses brinquedos clássicos como quebra-cabeça, pula pirata, entre outros, se tornaram verdadeiras novidades para muitas crianças e adolescentes. Hoje em dia é muito comum encontrar jovens de 18 anos que nunca viram um pião ou soltaram uma pipa. Esse desconhecimento gera uma curiosidade dentro desses jovens.

Cada vez mais, termos relacionados a jogos antigos são buscados em mecanismos de buscas como Google e YouTube. As crianças de hoje querem saber como seus pais costumavam passar o tempo delas. Um dos motivos é que hoje elas têm muito mais tempo livre do que antigamente, portanto, aprender novos jogos é um verdadeiro desafio prazeroso.

Divertir-se sempre foi bom

Independente da época em que você nasceu, as brincadeiras e brinquedos fizeram parte de toda a sua infância. Agora, imagina nascer em um momento em que as crianças só possuem o celular e os tabletes para brincar? É um mundo que não queremos para nossos filhos. Por isso é nosso dever resgatar todos esses brinquedos antigos e colocar os mais jovens para reaprender a como se divertir de outras maneiras, reunir os amigos e dar boas risadas, longe das telas que em excesso causam dores de cabeça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui